2 benefícios e 2 dificuldades em se especializar em outra área

Bem-vindos ao meu primeiro post com o objetivo de esclarecer alguns pontos da vida acadêmica. Resolvi iniciar falando sobre a pós-graduação (seja ela através de um curso de especialização, MBA, mestrado ou doutorado) em uma área diferente da sua graduação, que é um assunto que vivo diariamente.

Muitas pessoas se espantaram depois que eu entrei para o mestrado. A verdade é que sou graduada em Ciência da Computação, mas decidi por mudar radicalmente de área, indo me especializar em um mestrado em História.

Antes de começar o post realmente dito, devo dizer que esta escolha não foi feita ao acaso. Eu cresci desejando fazer história na universidade, mas, por motivos que até hoje não entendo muito bem, acabei na computação, área que eu nunca pensei em estudar. Eu gostei da minha graduação, tenho certeza. Mas, desde que me formei, senti um vazio e considerei por algum tempo ir para o mestrado em computação, desejando estudar interfaces (o que acabou me levando eventualmente à uma especialização em design gráfico).

Porém, eu realmente sentia falta da história. Todo assunto envolvendo fatos históricos me empolga do mesmo jeito desde sempre e comecei a pensar se não seria bom para mim fazer uma graduação em história. Mas, resolvi tentar mestrado na área e, para minha surpresa, passei (com bolsa!).

Desde então, pessoas têm me dito que não sabiam que dava para fazer pós-graduação em uma área que não fosse a da sua graduação ou afim. Esclarecido que sim, é possível, considerando que cada programa de pós-graduação possui pré-requisitos que devem ser cumpridos, outras dúvidas surgem. Por isso, resolvi expor para vocês dois benefícios e duas dificuldades ao fazer uma pós-graduação em uma área que não seja a da sua graduação. Vamos lá!

Benefícios

  1. Seus horizontes vão se expandir. Quando estudamos uma área específica acabamos ficando condicionados a ler muito mais coisas dentro daquela área, esquecendo que o mundo é diverso e que não sabemos a explicação para tudo apenas dentro de nossa área de formação. Ao estudar uma pós-graduação fora da sua área de formação, os novos conteúdos irão expandir nossos horizontes, adquirimos conhecimentos novos que com certeza serão úteis em nossa vida, seja ela a acadêmica, a profissional e até mesmo na vida pessoal. Fora que sair da zona de conforto nos dá um novo ânimo, uma nova curiosidade que possivelmente já estava diminuindo depois de 4 ou 5 anos estudando os mesmos assuntos.
  2. Você está pessoal e academicamente amadurecido e vai aproveitar muito mais esta etapa de sua formação. Convenhamos, quando entramos na universidade lá com 17 ou 18 anos, não estamos prontos para lidar com a academia, com um monte de leituras, trabalhos e provas. Por mais que nos esforcemos para estudar e dar o melhor de nós, não é raro olharmos para a nossa época da graduação e pensarmos que poderíamos ter feito diferente, seja nas pequenas coisas, como trabalhos que não deram certo como esperado, seja nas maiores, como a escolha da área de formação em si. Assim, possuímos uma maturidade que antes não existia, devendo usá-la ao nosso favor. Por isso, escolher uma pós-graduação se tornará uma tarefa muito mais consciente e seu percurso, muito mais produtivo.

Dificuldades

  1. Você vai precisar estudar muito mais do que seus colegas. Não é regra, mas você provavelmente terá que estudar muito mais do que seus colegas que estão se especializando na mesma área. Isso porque você não possui a formação básica na área e vai ter que ler e estudar para se contextualizar em todos os novos assuntos que serão apresentados para você. Por isso, se quiser mudar de área em uma pós-graduação, considere que precisará de tempo para estudar além dos trabalhos que o próprio curso exige. O ideia é começar a estudar antes mesmo de ser aprovado para o curso, principalmente se houver a necessidade de entregar um pré-projeto e provas durante a seleção.
  2. Vai ser mais difícil conseguir trabalhar na área da sua pós-graduação enquanto a estiver cursando. É claro que existem exceções, por exemplo, ser graduado em computação e estar cursando um mestrado em administração enquanto dono de uma empresa de TI – você já está trabalhando na área de sua pós-graduação nesse caso. Porém, em outros casos, é mais complicado. Principalmente se você vier de uma graduação técnica e estiver cursando um mestrado com o objetivo de lecionar. Não quero dizer que seja impossível, apenas vai ser mais difícil do que seria se você já estivesse na área em que pretende trabalhar. Porém, um dia o mestrado acaba e o leque de oportunidades de emprego vai se expandir, então não desanime durante o curso!

Dica bônus

Antes de dar tchau, gostaria de deixar uma dica bônus. Eu sei que a vida não tá fácil para ninguém e que muitas vezes não conseguimos fazer o que gostamos, seja nos estudos ou no trabalho. Mas, se você tiver a oportunidade, não deixe de fazer o que você gosta. Nunca é tarde para fazer coisas que você acha que são certas para você e também para descobrir o que você realmente gosta. Por isso, não desista!

As coisas talvez não pareçam certas no momento, elas vão se encaixar eventualmente. Não posso fazer muito mais do que dar dicas por aqui, mas, acredite, estou torcendo por sua felicidade!

Kawaii Box - The Cutest Subscription Box

academia dica estudo

Um comentário em “2 benefícios e 2 dificuldades em se especializar em outra área”

Deixe uma resposta