Game 999: Nine Hours, Nine Persons, Nine Doors

Alí pela época do Carnaval uma série de eventos me levaram até o Paraguai, onde eu acabei deixando metade da minha poupança em menos de 4 horas. Pois é. Mas, uma das melhores aquisições do ano foi, com certeza, meu Nintendo 3DS. Junto com ele acabei comprando um jogo, mas quando voltei para casa um amigo me emprestou um game que, segundo ele, é a minha cara. E ele tinha razão. Valeu, Didi. :D

Levei algum bom tempo para conseguir terminar de jogar, mas valeu cada minuto. O game é no estilo visual novel, onde você tem uma história, com partes em que há decisões a tomar. Lançado em 2009 no Japão e em 2010 na América do Norte, a história tem como protagonista Junpei, que acorda em um quarto estranho e trancado e se depara com um puzzle que resultará em sua saída daquela sala.

Junto de mais 8 pessoas sem nenhuma ligação aparente entre si, Junpei terá que resolver puzzles com sua vida dependendo dos resultados para conseguir sair do navio onde estão presos. Segundo Zero, o responsável por tudo, eles precisam jogar o “Nonary Game” e encontrar a porta com um 9. Apenas assim serão capazes de deixar este lugar.

999-ds-625x234

É claro que, com um plot desses, eu já me interessei pelo jogo sem nem saber do que se tratava direito. Com o tempo, as coisas vão ficando mais interessantes: pistas surgem, começa a desconfiança de que um dos 9 participantes seja o Zero, e muitos outros mistérios relacionados com o navio onde estão e a motivação de Zero.

Outra coisa interessante é que, para ver o verdadeiro final da história, é preciso jogar 4 vezes. O jogo possui 6 finais, mas um deles é completamente optativo, ele é o mesmo que o final verdadeiro, mas incompleto. E a parte boa é que mesmo refazendo o início do jogo todas as vezes, ele não é repetitivo, sempre se deve tomar um caminho bem diferente escolhendo novas portas (existem portas numeradas de 1 a 9, e a entrada em algumas depende da escolha anterior) e nessas portas existem novas pistas.

Os personagens são excelentes também, é impossível não gostar de nenhum. A arte do jogo é muito bonita e, mesmo sendo para DS, isso não influenciou em nada nos meus níveis de divertimento.

Só tenho que dizer que preciso indicar 999 para todo mundo agora, virei absolutamente fã. E já comecei a jogar a sequência de 2012 para 3DS, Virtue’s Last Reward.

Até a próxima!

3DS game nintendo suspense

Deixe uma resposta